segunda-feira, 20 de setembro de 2010

LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO


                                                                                                          Professora Raika Barreto
A ALMA ESFÉRICA DO CARIOCA

"Chego do mato vendo tanta gente de cara triste pelas ruas, tanto silêncio de derrota dentro e fora das casas, como se o gosto da vida se tivesse encerrado, de vez, com as cinzas do finado carnaval dos últimos dias.
Imperdoável melancolia de quem sabe, e sabe muito bem, que esta deliciosa cidade não é samba, apenas; que o Rio, alma do Brasil, afina também seus melhores sentimentos populares por outra paixão não menos respeitável - o futebol.
Esse abençoado binômio, carnaval-futebol, é que explica e eterniza a alma esférica da gente mais alegre de nosso alegre País.
Por que, então, chorar a festa passada se ao breve ciclo da fantasia do samba logo se segue a ardente realidade do futebol? Desmontaram o palanque por onde desfilou a elite do samba? E daí? Lá está o Maracanã, rampas gigantescas, assentos intermináveis, tudo pronto para o grande desfile de angústias e paixões que precedem a glória de um chute. Agora mesmo, alguém me veio dizer, contente, que a grama está uma beleza, de área a área, e que, com as últimas chuvas, o verde rebentou verdíssimo.
Salgueiro, Fluminense, Mangueira, Flamengo, Império, Botafogo - milagrosa alternação de emoções na vida de uma cidade; passos e passes de uma gente que curtiu seu amor ao mesmo tempo no contratempo de um tamborim e no instante infinito de um gol.
Mal se foi o Salgueiro, já vem chegando o Flamengo, preto e vermelho, apontando, ardente, na boca do túnel que se abre para a multidão em delírio. Couro de gato, bola de couro, quicando e repicando pela glória de uma cidade que não tem por que chorar tristezas. Rio."
 (Armando Nogueira)

O AUTOR Armando Nogueira foi cronista de esportes do JB durante muitos anos, onde assinava uma coluna de enorme prestígio - Na Grande Área, nome também dado a seu livro. Seu estilo foi considerado próximo ao de Machado de Assis por sua elegância e beleza.


Compreensão/ Interpretação

  1. As palavras, conforme o seu uso nas frases podem ter o seu sentido habitual alterado. Escreva no seu caderno, o significado dos termos sublinhados.
a)      “Chego do mato...”_________________________________________________
b)      “Com as cinzas, do finado carnaval...”__________________________________
c)      que o Rio, alma do Brasil, afina....”__________________________________
  1. “Chegou do mato, vendo tanta cara triste...” Por que o pessoal estava de cara triste?

  1. Que palavras do 1ª parágrafo indicam que o carnaval já terminou?

  1. A crônica se movimenta numa descrição simultânea de carnaval e futebol. Escreva no caderno passagens onde os trechos se referem simultaneamente aos dois.

  1. É fácil notar que  a palavra esférica vem de esfera, ou seja, objeto redondo. Ora, no futebol, a bola é esférica e, no samba, qual o elemento redondo?

  1. Agora, explique com suas palavras a expressão que dá título à crônica “A Alma Esférica do Carioca”.



Link para essa postagem


0 comentários:

Postar um comentário

 

Template by Acessórios para Blogs